fbpx

7 dúvidas respondidas sobre limpeza e uso do álcool em tempos de Coronavírus

Dicas e Técnicas

7 dúvidas respondidas sobre limpeza e uso do álcool em tempos de Coronavírus

Diante da pandemia provocada pelo novo coronavírus, os cuidados a ter com a higiene, principalmente das mãos, é imprescindível.
Por isso mesmo, o álcool, especialmente o álcool em gel, é um dos produtos que não pode faltar na carteira dos portugueses.
Porém, ainda existem algumas dúvidas sobre o seu uso. Resumimos as sete principais e decidimos mostrar-lhe as respostas, para que não restem dúvidas quanto à sua utilização.
1. Porquê que o álcool é efetivo na destruição do coronavírus?

Tanto o álcool gel quanto a água e sabão quebram a cápsula de gordura que protege os vírus conseguindo, assim, destruí-lo.

2. É melhor que o sabão?

O álcool não deve ser encarado como um substituto à limpeza com água e sabão, mas sim como uma alternativa para os momentos em que não é possível lavar as mãos, como nos transportes públicos e quando nos deslocamos ao comércio de rua, por exemplo. Não é necessário fazer a limpeza das mãos com água e sabão e, em seguida, fazer a aplicação do álcool gel. Um dos procedimentos basta. Quando puder, dê preferência ao sabão e água.

3. Qual é a concentração recomendada e porquê?

A concentração recomendada para o álcool é de 70% porque é a mais efetiva. Inclusive mais efetiva que o álcool com concentrações maiores. Isso porque a presença de água é importante para facilitar a quebra do vírus, além de reduzir a velocidade de evaporação do álcool, permitindo maior tempo de contacto e da ação desinfetante.

4. Qual o álcool mais indicado para a limpeza e desinfeção das mãos e braços?

O álcool mais indicado para a limpeza e desinfeção das mãos e braços é o álcool gel 70%. O álcool gel é menos irritante para a pele que as versões líquidas, além de ser mais seguro, por apresentar menor risco de incêndio e pode ser comprado nas farmácias de manipulação que possuem autorização para manipular o produto.

5. E para superfícies?

O vírus não sobrevive muito tempo fora do corpo humano. No entanto, o contacto com superfícies contaminadas ainda é uma das formas de transmissão do novo coronavírus e de outros microorganismos. Por isso, é fundamental a limpeza e desinfeção de maçanetas, telefones, bolsas, mesas, computadores e outros objetos que são tocados com frequência. Pode-se usar o álcool (gel ou líquido) ou desinfetantes comuns, como água sanitária e outros produtos à base de cloro.

6. E se eu não encontrar álcool à venda?

Com a grande procura, os stocks de álcool nas superfícies comerciais diminuiram. Uma das soluções passa, por exemplo, por exemplo por recorrer a algumas farmácias de manipulação que preparam o álcool gel e fornecem aos clientes.

7. É possível fazer álcool gel caseiro?

Não. Não tente, de forma alguma, fazer álcool gel em casa. Alguns vídeos circulam na internet com “tutoriais” para produzir álcool em gel usando gelatina, gel de cabelo, amido de milho e outras substâncias. Porém, isso é totalmente descabido.

Para obter o álcool gel com ação antisséptica, existem técnicas e equipamentos específicos a que apenas indústrias e farmácias de manipulação têm acesso. Só essas empresas conseguem garantir a concentração, a estabilidade, a segurança e a eficácia do produto, pois fazem isso com conhecimento científico, usando as matérias-primas corretas e em condições adequadas.

E não esqueça, a House Shine também o pode ajudar a manter a sua casa limpa e segura. O nosso serviço de limpeza doméstica foi reforçado e inclui agora a desinfeção das superfícies mais tocadas e mais suscetíveis de alojarem o coronavírus.

Peça-nos hoje mesmo um orçamento do serviço de Limpezas Domesticas sem compromisso!

Newsletter House Shine

Subscreva aqui a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba gratuitamente todas as nossas novidades, promoções, eventos, dicas de limpeza e muito muito mais.